O Que Você Deve Saber Sobre Osteoporose

A osteoporose é uma doença que afeta os ossos. Seu nome vem do latim "ossos porosos".

O interior de um osso saudável possui pequenos espaços, como um favo de mel. A osteoporose aumenta o tamanho desses espaços, fazendo com que o osso perca força e densidade. Além disso, a parte externa do osso fica mais fraca e fina.

Veja na imagem a seguir:


A osteoporose pode ocorrer em pessoas de qualquer idade, mas é mais comum em adultos mais velhos, especialmente mulheres.

Pessoas com osteoporose correm um alto risco de sofrerem fraturas ou ossos quebrados ao realizar atividades rotineiras, como ficar em pé ou caminhar. Os ossos mais comumente afetados são as costelas, os quadris e os ossos dos pulsos e da coluna.


Sintomas de Osteoporose

Os estágios iniciais da osteoporose não causam quaisquer sintomas ou sinais de alerta. Na maioria dos casos, as pessoas com osteoporose não sabem que têm a doença até terem uma fratura.

Se os sintomas aparecerem, alguns podem incluir:

Retração gengival

Força de preensão(o ato de segurar) enfraquecida

Unhas fracas e quebradiças

Se você não tem sintomas, mas tem histórico familiar de osteoporose, conversar com seu médico pode ajudá-lo a avaliar seu risco.


Fatores de Risco de Osteoporose

O maior fator de risco da osteoporose é a idade. A estrutura do nosso esqueleto vive em constante renovação. No entanto, quando você está na casa dos 30 anos, seu corpo começa a perder massa óssea mais rápido do que é capaz de repor. Isso faz com que o osso seja menos denso e mais frágil e, portanto, mais sujeito a se quebrar.

A menopausa é outro fator de risco primário, que ocorre em mulheres entre 45 e 55 anos. Devido à mudança nos níveis hormonais associados a ela, a menopausa pode fazer com que o corpo da mulher perca massa óssea ainda mais rapidamente.

Os homens também perdem, mas em um ritmo mais lento do que as mulheres. No entanto, quando atingem as idades de 65 a 70 anos, mulheres e homens geralmente perdem massa óssea na mesma proporção.


Tratamento para Osteoporose

Caso seja diagnosticado com osteoporose, seu médico provavelmente irá prescrever medicamentos, bem como mudanças no estilo de vida. Essas mudanças no estilo de vida podem incluir o aumento da ingestão de cálcio e vitamina D, bem como a prática de exercícios físicos adequados.

Não há cura para a osteoporose, mas o tratamento adequado pode ajudar a proteger e fortalecer os ossos. Esses tratamentos podem ajudar a retardar a degradação óssea em seu corpo, e alguns tratamentos podem estimular o ganho de massa óssea.


Dieta para Osteoporose

Para manter seus ossos saudáveis, você precisa incluir certos nutrientes em sua alimentação diária. Os mais importantes são o cálcio e vitamina D. Seu corpo precisa de cálcio para manter os ossos fortes e de vitamina D para absorvê-lo.

Outros nutrientes que promovem a saúde óssea incluem proteínas, magnésio, vitamina K e zinco. Para saber mais sobre um plano alimentar que seja adequado para você, converse com seu médico. Ele poderá te dar mais informações sobre sua dieta ou encaminhá-lo a um nutricionista, que poderá criar um plano de dieta para você.


Exercícios para Osteoporose

Além da alimentação adequada, o exercício também é muito importante, especialmente os exercícios com levantamento de peso.

Os exercícios de levantamento de peso são realizados com os pés ou os braços fixos no solo ou em outra superfície.

Exemplo de alguns exercícios que podem ser praticados:


Subir escadas

Agachamentos

Flexões

Treinamento com halteres

Leg press

Máquinas de exercícios de resistência


Esses exercícios ajudam porque fazem com que os músculos empurrem e puxem contra os ossos. Essa ação instrui seu corpo a formar um novo tecido ósseo, fortalecendo-os.

No entanto, este não é o único benefício do exercício. Além de seus muitos efeitos positivos sobre o peso e a saúde cardíaca, os exercícios também podem melhorar o equilíbrio e a coordenação, o que pode ajudá-lo a evitar quedas.

Sempre converse com seu médico antes de iniciar o programa de exercícios. Ele indicará o mais adequado a você.


Prevenção

Existem alguns fatores de risco em que não é possível controlar, tais como o envelhecimento, a menopausa ou até mesmo o histórico familiar.

No entanto, há alguns hábitos que estão em seu controle e que você pode passar a adotar, como a pratica de atividades físicas e ingestão adequada de cálcio ao longo da vida. Além disso, é importante evitar o uso de cigarro, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o sedentarismo.




Posts Relacionados

Ver tudo