Guia para uma Alimentação Saudável para portadores de Diabetes

Uma alimentação saudável é uma parte central do controle do diabetes. Em alguns casos, mudar sua dieta pode ser suficiente para controlar a doença.

Embora o diabetes seja uma doença problemática, manter bons níveis de açúcar no sangue pode reduzir muito o risco de complicações. Uma das maneiras de obter melhores níveis de açúcar no sangue é seguir uma dieta baixa em carboidratos.

O Que é Diabetes e Como ela Age no Corpo?

Com o diabetes, o corpo não consegue processar carboidratos com eficácia.

Geralmente, quando você come carboidratos, eles são quebrados em pequenas unidades de glicose, que se tornam açúcar no sangue.

Quando os níveis de açúcar no sangue sobem, o pâncreas responde produzindo o hormônio insulina. Esse hormônio permite que o açúcar do sangue entre nas células.

Em pessoas que não tem diabetes, os níveis de açúcar no sangue permanecem dentro de um padrão ao longo do dia. Para quem tem diabetes, esse sistema não funciona da mesma maneira. Este é um grande problema, porque ter níveis de açúcar no sangue muito altos e muito baixos pode causar danos graves.

Existem vários tipos de diabetes, mas os dois mais comuns são os tipos 1 e 2. Ambas as condições podem ocorrer em qualquer idade.

No diabetes tipo 1, um processo autoimune destrói as células beta produtoras de insulina no pâncreas. Pessoas com diabetes tomam insulina várias vezes ao dia para garantir que a glicose entre nas células e permaneça em um nível saudável na corrente sanguínea¹.

Já no diabetes tipo 2, as células beta produzem inicialmente insulina suficiente, mas as células do corpo são resistentes à sua ação, então o açúcar no sangue permanece alto. Para compensar, o pâncreas produz mais insulina, tentando baixar o açúcar no sangue. Mas, com o tempo, as células beta perdem sua capacidade de produzir insulina suficiente².

Dos três macronutrientes - proteína, carboidratos e gordura - os carboidratos têm o maior impacto e é o mais prejudicial no controle do açúcar no sangue. Isso ocorre porque o corpo os transforma em glicose. Portanto, as pessoas com diabetes que consomem muito carboidrato podem precisar tomar grandes doses de insulina, medicamentos ou ambos.


As dietas com muito baixo teor de carboidratos podem ajudar a controlar o diabetes?

Vários estudos apoiam dietas com baixo teor de carboidratos para o tratamento de diabetes³,,,.

Na verdade, antes da descoberta da insulina em 1921, os médicos recomendavam dietas com muito baixo teor de carboidratos como tratamento padrão para pessoas com diabetes.

As dietas com baixo teor de carboidratos parecem funcionar bem a longo prazo, quando as pessoas as seguem. Em um estudo, pessoas com diabetes tipo 2 comeram uma dieta baixa em carboidratos por 6 meses. Seu diabetes permaneceu bem administrado mais de 3 anos depois, se eles mantivessem a dieta.

O mesmo valeu para as pessoas com diabetes tipo 1 que seguiram uma dieta restrita em carboidratos, aqueles que seguiram a dieta viram uma melhora duradoura nos níveis de açúcar no sangue ao longo de um período de 4 anos em que foram acompanhados.

Quais são os carboidratos que aumentam o nível de açúcar no sangue?

Nos alimentos vegetais, os carboidratos são compostos por uma combinação de amido, açúcar e fibras. Apenas os componentes do amido e do açúcar aumentam o açúcar no sangue.

O arroz branco e a farinha de trigo branca, bastante comuns aqui no Brasil, são exemplos de grãos ricos apenas em carboidratos e amido, sendo uma opção bastante pobre para o nosso organismo. Em nosso post sobre os grãos integrais explicamos sobre os benefícios da escolha de uma alimentação rica em grãos integrais e sobre o seu benefício para portadores de diabetes tipo 2.


Sugestão de Alimentos para incluir na dieta e Alimentos que devem ser Evitados

Procure priorizar alimentos integrais com poucos carboidratos e muitos nutrientes. É importante, também, prestar atenção aos sinais de fome e saciedade do seu corpo.


Alimentos para Incluir na Dieta

Carnes, aves

Frutos do mar

Ovos

Queijo

Iogurte sem açúcar

Vegetais sem amido (Alface, abobrinha, couve-flor, brócolis, berinjela e etc.)

Abacates

Azeitonas

Azeite de oliva, óleo de coco, manteiga.


Alimentos que Devem ser Evitados

Pão

Macarrão, cereal industrializado

Milho(comer com bastante moderação)

Vegetais ricos em amido, como batata, batata doce, inhame e mandioca

Suco industrializado, refrigerante, chá adoçado, etc.

Cerveja

Sobremesas, doces, sorvetes, etc.


Converse com seu Médico Antes de Mudar sua Dieta

Quando há uma restrição de carboidratos, normalmente ocorre uma redução considerável do açúcar no sangue. Por esse motivo, seu médico frequentemente reduzirá a dosagem de insulina e de outros medicamentos. Em alguns casos, eles podem eliminar totalmente a medicação.

Um estudo relatou que 17 dos 21 participantes do estudo com diabetes tipo 2 foram capazes de interromper ou reduzir a medicação para diabetes quando os carboidratos foram limitados a 20 gramas por dia.

Em outro estudo, para o tratamento de diabetes do tipo 1, foi observado que uma dieta de até 90 g de carboidratos é uma alternativa viável em longo prazo e leva a um melhor controle glicêmico.

É importante manter sempre o acompanhamento com seu médico, pois, se a insulina e outros medicamentos não forem ajustados para uma dieta baixa em carboidratos, há um alto risco de níveis muito baixos de glicose no sangue, também conhecido como hipoglicemia.

Portanto, antes de iniciar uma dieta com pouco carboidrato, converse com seu médico para que ele possa te orientar e ajustar a sua medicação de acordo com o seu caso específico.



Posts Relacionados

Ver tudo