Diabetes tipo 2 em Crianças

O diabetes tipo 2 é uma doença crônica que afeta a forma como o corpo metaboliza o açúcar, também conhecido como glicose.

Durante muito tempo, o diabetes tipo 2 foi considerado uma condição que acometia apenas adultos. Mas o que antes era uma doença enfrentada principalmente por adultos está se tornando cada vez mais comum em crianças.


Sintomas de Diabetes tipo 2 em Crianças

Na maioria dos casos, o diabetes se desenvolve gradualmente, tornando os sintomas difíceis de detectar. Muitas pessoas podem ou não sentir os sintomas. A maioria dos sintomas do diabetes tipo 2 ocorre quando os níveis de açúcar no sangue estão bastante elevados.

Se você suspeita que seu filho tenha diabetes, fique atento a estes sintomas:


1. Fadiga excessiva

Se seu filho parece extraordinariamente cansado ou sonolento com frequência, as alterações no açúcar no sangue podem estar afetando seus níveis de energia.


2. Urinar com frequência

Quando os níveis de açúcar na corrente sanguínea estão muito altos, é possível que o açúcar excessivo vá para a urina junto com a água. Isso pode fazer com que seu filho vá para o banheiro mais vezes do que o comum.


3. Sede excessiva

Níveis elevados de açúcar no sangue também causam sede excessiva.


4. Aumento da fome

Crianças com diabetes não têm insulina suficiente para fornecer combustível para as células de seu corpo. Dessa forma, a comida passa a ser a segunda melhor fonte de energia, por isso as crianças podem sentir fome com mais frequência. Essa condição é conhecida como polifagia ou hiperfagia.


5. Feridas de cicatrização lenta

Feridas ou infecções que são resistentes à cicatrização ou demoram para desaparecer podem ser um sinal de diabetes tipo 2.


6. Pele escurecida

A resistência à insulina pode causar o escurecimento da pele, mais comumente nas axilas e pescoço. Se seu filho tem diabetes tipo 2, você pode notar áreas de pele escurecida. Essa condição é chamada de acantose nigricans.


O Excesso de Peso e o Diabetes

De acordo com o Ministério da Saúde, a obesidade infantil afeta 3,1 milhões de crianças menores de 10 anos de idade¹.

O excesso de peso está intimamente ligado ao desenvolvimento de diabetes tipo 2. Crianças com excesso de peso têm maior probabilidade de resistência à insulina. Enquanto o corpo luta para regular a insulina, o açúcar elevado no sangue leva a uma série de problemas de saúde muito graves.

A genética também pode influenciar. Por exemplo, o risco de diabetes tipo 2 aumenta se um ou ambos os pais têm a doença.


Fatores de risco

O diabetes em crianças é mais comum na faixa etária de 10 a 19 anos. Uma criança pode ter um risco aumentado de diabetes tipo 2 se:

  1. Tem um irmão ou outro parente próximo com diabetes tipo 2;

  2. Possui sintomas de resistência à insulina, incluindo manchas escuras de pele geralmente encontradas ao redor do pescoço ou debaixo das axilas;

  3. Estão com sobrepeso ou são obesos;

Para a criança com sobrepeso ou obesidade que tenha pelo menos um dos fatores de risco listados acima, é recomendado realizar o teste de diabetes.


Tratamento

O tratamento para crianças com diabetes tipo 2 é semelhante ao tratamento para adultos. O plano de tratamento varia de acordo com as necessidades de crescimento e as preocupações específicas de seu filho. As crianças devem ser sempre supervisionadas ao tomar medicamentos.

No entanto, antes de iniciar qualquer medicamento, mudanças na dieta e no estilo de vida devem ser feitas para tentar controlar os níveis de açúcar no sangue. Se a dieta e os exercícios não funcionarem, o endocrinologista do seu filho determinará qual medicamento é o melhor para ele.


Monitoramento de Glicose no Sangue

Se o seu filho tiver diabetes, será importante realizar o monitoramento diário do açúcar no sangue em casa para acompanhar os níveis de açúcar e observar sua resposta ao tratamento. Um medidor de glicose no sangue o ajudará a verificar isso.


Dieta e Exercício

O médico do seu filho também dará recomendações dietéticas e de exercícios para mantê-lo saudável. Você precisará prestar muita atenção à quantidade de carboidratos que seu filho ingere durante o dia.

A prática de exercícios físicos supervisionados todos os dias ajudará seu filho a se manter dentro de uma faixa de peso saudável e diminuirá os efeitos negativos do diabetes tipo 2.


Possíveis Complicações

As crianças com diabetes tipo 2 correm um risco maior de ter problemas graves de saúde à medida que envelhecem. Problemas vasculares, como doenças cardíacas, são uma complicação comum em crianças com esse tipo de diabetes.

Dificuldades de controle de peso, hipertensão e hipoglicemia também são encontradas em crianças com o diagnóstico. Verificou-se que a visão enfraquecida e a função renal deficiente também podem ocorrer ao longo da vida de quem sofre de diabetes tipo 2.


Como prevenir diabetes tipo 2 em crianças

Você pode ajudar as crianças a evitar o diabetes, incentivando-as a tomar as seguintes medidas:

Praticar hábitos saudáveis: Crianças que comem refeições bem balanceadas e limitam a ingestão de açúcar e carboidratos refinados têm menos probabilidade de ficar acima do peso e desenvolver diabetes, além de várias outras condições, inclusive de saúde mental.

Fizemos um texto sobre a importância das frutas e vegetais para a saúde mental das crianças, leia aqui.

Movimentar-se: O exercício regular é importante para prevenir a diabetes. Esportes organizados ou jogos em grupo são ótimas maneiras de fazer as crianças se movimentarem e se tornarem ativas. Limite o tempo de tela e incentive jogos externos.

Manter um peso saudável: Uma dieta saudável e a prática regular de exercício podem ajudar as crianças a terem mais disposição e a manter um peso saudável.

Também é importante dar um bom exemplo para as crianças. Seja ativo com seu filho e incentive bons hábitos, demonstrando-os você mesmo.









Posts Relacionados

Ver tudo